Fofuras da Kah

Abri o ícone verde que quase sempre foi a Itália dos meus romances italianos (daqueles que ainda por cima não dão certo), e avistei logo no topo uma mensagem que me chamou atenção, dentre as nenhumas outras, demais.
-Lari: “vc tá bem?”
“Olha eu tenho algumas (constantes) recaídas, mas acho que tô bem. É como muitas pessoas falam: tô indo. Agora pra onde, não sei. Tudo de um ponto especificamente nada específico, para cá, passou a girar em torno de uma especificidade gerenalizada. Calma não é minha mania de falar difícil amiga, é só o que eu tô sentindo. Eu tinha acreitado nos acasos de suas certezas, e ele na certeza do meu acaso, então eu acho que só tô sobrevivendo a essa bola de neve.”
Apaguei. Ela não precisava saber o quanto eu ainda sofro por ele, por mais que sua preocupação seja óbvia. Digitei as duas únicas letras que unidas me tirariam da zona de perigo de desabamento de corãção pós-partido, “tô”.
Não era verdade. Ou talvez até fosse. É engraçado pensar agora que a vida é completamente fracionária. E que as medidas de felicidade vem com frações significativas de todos os sentimentos (muitas vezes legendados). É quase como que se para alcançar o bem estar, seja necessário antes tomar uma pitada de mal estar, só para começar o dia, e ai sim viver o bom da vida. Até porque, nem as máquinas tem um rendimento de 100%, então por que a vida teria?
Voltei a apagar o que em uma versão bem mais prática, eu tinha escrito. Aquilo ainda não tava bom, e de forma alguma, passaria pelo polígrafo que era a Larissa. Eu realmente tava bem. Bem em relação a faculdade, em relação ao meu trabalho, de bem com meus pais, só não, de bem com lado bom da vida. Quase todo mundo que eu conhecia (e que conheço), ainda falam que se apaixonar é o verdadeiro lado bom da vida. E eu venho tentando conhecer esse lado. Atos falhos, confesso. Mas ainda sim tentando, coisa que ela, muito bem, sabia.
“Sabe, ainda me machucam certas coisas, como ver que ele assim tão rápido, já tá com outra. Acho que eu não fui tudo aquilo que ele falava… mas vida que segue.Tô ótima, e tô indo (em frente, espero rs). Se você quiser sair para tomar alguma coisa esse fim de semana, topo umas poterinhas no sábado. Chama as meninas. Pode deixar que eu reservo a mesa. Tô precisando encontrar novos amores para a minha coleção rsrsrs”
Enviei.

—————————————————————–

Até mais ver terráqueos!

xoxo

                                                                                                🌸🌵✨

 

Parece banal mas é a verdade nua e crua: eu sou obcecada por arrumar as malas. E se você ai tá lendo essa matéria aqui, então de duas uma, ou você curte cair na estrada tanto quanto eu, ou tem viagem vindo ai (yaaay!!). E é em qualquer uma desas ocasiões, sendo a viagem de carro, de avião ou de jegue haha, que a sua mala vai ser sua bff maravilhosa, salvadora da pátria! E já que nossa miga da vez tá toda lacradora, que tal algumas dicas -de amiga para sua amiga- para deixar tudo ai no jeito??

É TUDO QUESTÃO DE ORGANIZAÇÃO

Pode acreditar, mas organizar b-e-m a mala, faz toda a diferença. Eu já vi gente fazendo rolinho, pacotinho e até arrumando a mala inteira em saquinhos, mas a verdade é que cada um tem seu próprio jeito. Minha dica é procurar ver dois ou três videos de organização no senhor YouTube, e depois por em prática. Mas caaalma, não tem jeito, é quase de praxe você ir adaptando e descobrindo seu próprio jeitinho preferido de por as coisas dentro dela. Mas pra ajudar nesse processo, resolvi listar aqui em baixo algumas coisas que podem te ajudar (com certeza).

O PESADO VAI EMBAIXO

Sim!!! Sabe aquela sua jaquetona de couro, as calças jeans que não podem faltar e seu vestidão para sair com o boy de noite? No fundo amiga!! Agora as peças mais levinhas, e que tem um perigo maior de amassar, na parte “de cima” do seu monte Fuji de roupas. Okay Kah, e aquelas levinhas que não amassam tanto assim? Essas galera são as famosas “tapa buraco”. Sabe aqueles espacinhos que ficam? Se joga nas peças molinhas e vai preenchendo eles!

SAPATOS: SUA MELHOR NESSESSARIE

Uma coisa que eu aprendi em todos esses anos é que, se você acha que não tem mais espaço na mala, filha você tem sim! E é nessas horas que sua bota favorita, o tênis de fazer trilha e a sapatilha do dia a dia viram seus melhores aliados! Maquiagem, aquelas lembrancinhas que quebram, perfume, e afins pequenininhos que nem esses ficam bem mais seguros dentro dos seus sapatos, além de organizados! hehe

MALA POR DIA

Okay vamos lá, agora talvez eu bagunce um pouco a sua cabeça: tem muita gente  (e confesso que eu já fiz muito disso por preguiça haha) que não curte tirar e pendurar as coisas que trouxe na mala,  e nessas horas para evitar que a bagunça domine, a ideia vai ser arrumar a mala já pensando nisso. Pra isso vale penar antes de tudo em todos os looks que você pretende usar, e ir posicionando eles de baixo para cima, do look do último dia, para o look do primeiro dia, assim você evita aquela zona para pegar a calça jeans que tava lá no fundo, e ainda evita de ter que ficar pensando em que roupa você vai usar. E olha, isso ajuda pacas!

COLORIDONA

Se você vai voar em breve então atenção pra essa quinta dica: sabe aquela mania que muita gente tem de embalar a mala no aeroporto com aquele plástico que custa uma fortuna? Sinto lhes informar mas é um ato falho! Muitas (e anota ai muuuuuuitas vezes mesmo) pode acontecer de sua mala ser inspecionada pela polícia federal. E nessas horas seu querido saquinho amado e caro vai pro brejo! Por isso minha dica são as capas de mala. Além de protegerem, te ajudam na hora de identificar suas queridas na esteira de bagagem! Não tem erro!

Confesso: eu não sou a guro das malas ~e quem me dera eu fosse~ mas amo compartilhar com vocês coisas que funcionam comigo, e que tenho certeza que podem funcionar com vocês! Se alguém ai tiver aquela dica, ou dúvida, compartilha aqui embaixo que vou responder com muito amor e carinho!

Até mais ver terráqueos!

xoxo

                                                                                                🌸🌵✨

Okay vai, eu falei que eu ainda era bailarina e tá ai o resultado! Michael Jackson em uma versão Kah, tão estilosa quanto, e com sapatos, talvez mais divosos! haha. Minha ideia para esse look era trazer um pouquinho do brilho de Hollywood para o dia! O resultado saiu ousadinho? Com certeza! Confortável? Yeaaah baby! Vem conferir mais um pouquinho dele aqui embaixo!

Continuar Lendo

1 2 3 76