Fofuras da Kah

Posts marcados na categoria ALEATORIEDADES

Parece banal mas é a verdade nua e crua: eu sou obcecada por arrumar as malas. E se você ai tá lendo essa matéria aqui, então de duas uma, ou você curte cair na estrada tanto quanto eu, ou tem viagem vindo ai (yaaay!!). E é em qualquer uma desas ocasiões, sendo a viagem de carro, de avião ou de jegue haha, que a sua mala vai ser sua bff maravilhosa, salvadora da pátria! E já que nossa miga da vez tá toda lacradora, que tal algumas dicas -de amiga para sua amiga- para deixar tudo ai no jeito??

É TUDO QUESTÃO DE ORGANIZAÇÃO

Pode acreditar, mas organizar b-e-m a mala, faz toda a diferença. Eu já vi gente fazendo rolinho, pacotinho e até arrumando a mala inteira em saquinhos, mas a verdade é que cada um tem seu próprio jeito. Minha dica é procurar ver dois ou três videos de organização no senhor YouTube, e depois por em prática. Mas caaalma, não tem jeito, é quase de praxe você ir adaptando e descobrindo seu próprio jeitinho preferido de por as coisas dentro dela. Mas pra ajudar nesse processo, resolvi listar aqui em baixo algumas coisas que podem te ajudar (com certeza).

O PESADO VAI EMBAIXO

Sim!!! Sabe aquela sua jaquetona de couro, as calças jeans que não podem faltar e seu vestidão para sair com o boy de noite? No fundo amiga!! Agora as peças mais levinhas, e que tem um perigo maior de amassar, na parte “de cima” do seu monte Fuji de roupas. Okay Kah, e aquelas levinhas que não amassam tanto assim? Essas galera são as famosas “tapa buraco”. Sabe aqueles espacinhos que ficam? Se joga nas peças molinhas e vai preenchendo eles!

SAPATOS: SUA MELHOR NESSESSARIE

Uma coisa que eu aprendi em todos esses anos é que, se você acha que não tem mais espaço na mala, filha você tem sim! E é nessas horas que sua bota favorita, o tênis de fazer trilha e a sapatilha do dia a dia viram seus melhores aliados! Maquiagem, aquelas lembrancinhas que quebram, perfume, e afins pequenininhos que nem esses ficam bem mais seguros dentro dos seus sapatos, além de organizados! hehe

MALA POR DIA

Okay vamos lá, agora talvez eu bagunce um pouco a sua cabeça: tem muita gente  (e confesso que eu já fiz muito disso por preguiça haha) que não curte tirar e pendurar as coisas que trouxe na mala,  e nessas horas para evitar que a bagunça domine, a ideia vai ser arrumar a mala já pensando nisso. Pra isso vale penar antes de tudo em todos os looks que você pretende usar, e ir posicionando eles de baixo para cima, do look do último dia, para o look do primeiro dia, assim você evita aquela zona para pegar a calça jeans que tava lá no fundo, e ainda evita de ter que ficar pensando em que roupa você vai usar. E olha, isso ajuda pacas!

COLORIDONA

Se você vai voar em breve então atenção pra essa quinta dica: sabe aquela mania que muita gente tem de embalar a mala no aeroporto com aquele plástico que custa uma fortuna? Sinto lhes informar mas é um ato falho! Muitas (e anota ai muuuuuuitas vezes mesmo) pode acontecer de sua mala ser inspecionada pela polícia federal. E nessas horas seu querido saquinho amado e caro vai pro brejo! Por isso minha dica são as capas de mala. Além de protegerem, te ajudam na hora de identificar suas queridas na esteira de bagagem! Não tem erro!

Confesso: eu não sou a guro das malas ~e quem me dera eu fosse~ mas amo compartilhar com vocês coisas que funcionam comigo, e que tenho certeza que podem funcionar com vocês! Se alguém ai tiver aquela dica, ou dúvida, compartilha aqui embaixo que vou responder com muito amor e carinho!

Até mais ver terráqueos!

xoxo

                                                                                                🌸🌵✨

Eu larguei mão. Calma não surtem ainda. Mas é verdade, eu precisava de um tempo para me recarregar, e ai aconteceu, eu larguei mão. Larguei mão do blog, do insta, de tudo. Mas acho que isso é síndrome de blogueiras reais. Blogueiras que não se encaixam naquele padrão perfeito que a sociedade blogástica prega. Eu não sou, nunca fui, e nunca serei perfeita. E muito menos o meu feed no Instagram, ou as fotos e matérias desse blog. Eu tô quase sempre de pijama, meus stories -quando eu faço- são sem make, porque make é para sair e olhe lá, meu cabelo é bagunçadinho sim (e amo ele assim), não faço questão de mil curtidas e comentários (ou seguidores), porque para mim vocês -leitoras (e)- são mais do que isso, são minhas amigas (os). Agora meu feed, calma lá que a gente já fala sobre isso.

Recebi há uns meses atrás um comentário de uma leitora de passagem, falando que minhas fotos não eram reais, e que não condiziam com o meu estilo de vida. Pera ai, vamos lá:  confesso aquilo me machucou. Eu ficava lendo e relendo aquilo, “cara será que eu me tornei uma daquelas meninas que compartilham a vida que não tem?”. Mas ai eu cheguei a conclusão que não, definitivamente não. Eu sempre defendi que toda blogueira é (ou pelo menos deveria ser e ter uma vida) real. A gente nem sempre tá bem, nem sempre tá linda, e nem sempre com aquele look do dia que não seja pijama. E por mais que tudo isso seja pelo menos a minha realidade, ter um feed organizado também é!

As fotos nem sempre estão boas, e na maioria das vezes São Pedro não ajuda! Mas eu tento. Tento manter um Instagram organizado, e ao mesmo tempo real. Não vou me culpar por tentar ter (o que eu não acredito que exista, porque pelo menos o meu, muda com o meu humor) “feed perfeito”. Quando você passa a trabalhar online é importante se ter uma identidade visual que seja bonita, e mais importante você!

E é justamente isso que meu feed é: eu! Não é perfeito, e tá longe se ser. As vezes organizado, as vezes bagunçado. Fotos clarinhas sim, porque é o meu estilo de fotografar e compartilhar com vocês meu dia a dia. E mais do que isso, uma maneira de conversar, e conhecer vocês de pertinho!

Então desculpa mundo, e universo dos feed não organizados, eu vou pelo menos tentar organizar o meu, assim como eu tento organizar minha vida (frustradamente haha). Um beijinho no ombro para quem acha que eu não sou, mas é fato: eu sou real, e tudo o que eu compartilho com vocês é meu dia a dia e meu estilo de vida SIM! E para quem quiser acompanhar é só me seguir no insta @fofurasdakah \0/.

Até mais ver terráqueos!

xoxo

                                                                                                🌸🌵✨

Foi amor instantâneo, ou como alguns por ai falam, a primeira vista. Não teve jeito, eu simplesmente não resisti quando vi esse chuchu nas prateleiras de uma das minhas livrarias preferidas no mundo (Chapters me nota pfrv ) e acabei gastando meus últimos -e por favor muito bem gastos- 22 trumps nessa belezinha das fotos de hoje, que adquiri enquanto corria de uma ponta a outra do aeroporto de Toronto ~sim eu tava atrasada, e sim eu ainda parei para comprar um livro, me julguem haha. Fazer o que né, quem é bookaholic entende a amiga aqui! *–*

Eu demorei uma penca (oia foram quase 14 meses) pra finalmente ler ele, e olha por um motivo beeem específico: eu tava com medo de me decepcionar. Parece ridículo, mas é verdade. Quando um livro vem em uma edição maravilhosa e trata de assuntos que você ama muito de paixão (nesse caso a Itália e histórias de amor) eu quase sempre fico com um pé na cova -ou  melhor, atrás- maaas graças aos deuses literários e a Jenna, esse livro é duas coisas: um amor e meu mais novo romance romântico preferido <3

            “As pessoas vêm para a Itália pelo o amor e pelo gelato, alguém diz a ela, mas às vezes elas                            descobrem muito mais.”

Resolvi copiar e colar a sinopse dele aqui em baixo pra já deixar vocês familiarizados com a história da Lina, mas já já tem comentário meu vindo ai, podem ficar de boa!

Sinopse: Um verão na Itália se transforma em uma viagem pela Toscana nesta história cheia de romance, mistério e aventura. Lina está passando o verão na Toscana, mas ela não está no clima para a famosa paisagem de “sol e conto de fadas” da Itália. Ela está lá apenas porque sua mãe estava morrendo e queria que ela conhecesse seu pai. Mas que tipo de pai é esse que não esteve por perto por dezesseis anos? Tudo que Lina quer é voltar para casa. Mas então, Lina recebe um diário que sua mãe escreveu quando viveu na Itália. De repente, Lina descobre um mundo mágico de romances secretos, arte e padarias secretas. Um mundo que inspira Lina, juntamente com o tão charmoso Ren, a seguir os passos de sua mãe e descobrir um segredo que foi guardado por muito tempo. É um segredo que vai mudar tudo o que ela  sabia sobre sua mãe, seu pai e sobre si mesma.

Acho que a sinopse resume bem o livro.  Ele não é  de uma leitura extraordinária, difícil ou carregada (por mais que eu tenha lido a edição em inglês). Na verdade posso dizer que ele é tudo isso que eu falei mas exatamente ao contrário. É um livro calmo, tranquilo de se ler. Tem uma leitura e uma história bem levinha. O romance tá lá presente -e é um daqueles romances adolescentes de se encher o coração e terminar cada página com um sorrisão rs- mas não é o foco principal da narrativa, o que eu achei simplesmente genial!

“Você sabe, as pessoas vêm para a Itália por todos os tipos de motivos, mas quando eles ficam, é pela mesma razão.”“Qual?”“Amor e sorvete.” 

Se você tá procurando um livro que por mais que seja extenso (ó são duzentas e poucas páginas) seja rápido e super gostosinho de ler (daqueles que você lê 70 páginas de uma só vez), eu não tenho indicação melhor! É um romance e tanto!

Ok Kah, e falando de romance, se o foco não é esse, porque você considerou o seu romance preferido ever? Porque gente, o romance tá lá, nas pequenas coisas, nas sutilidades, e é lindo de se ler! Sério!

 

Não vejo a hora de começar minha próxima leitura! Alguém ai tem alguma indicação para me fazer? Aceito sugestões de livros em inglês e português (italiano e espanhol também viu). Recomendem aqui em baixo pleaaaase! Ahh e alguém já tinha ouvido falar desse livro? Tem dele em português agora viu? Pra comprar só clicar aqui <3

Até mais ver terráqueos!

xoxo

                                                                                                🌸🌵✨

1 2 3 17