Fofuras da Kah

Posts marcados na categoria ALEATORIEDADES

Foi amor instantâneo, ou como alguns por ai falam, a primeira vista. Não teve jeito, eu simplesmente não resisti quando vi esse chuchu nas prateleiras de uma das minhas livrarias preferidas no mundo (Chapters me nota pfrv ) e acabei gastando meus últimos -e por favor muito bem gastos- 22 trumps nessa belezinha das fotos de hoje, que adquiri enquanto corria de uma ponta a outra do aeroporto de Toronto ~sim eu tava atrasada, e sim eu ainda parei para comprar um livro, me julguem haha. Fazer o que né, quem é bookaholic entende a amiga aqui! *–*

Eu demorei uma penca (oia foram quase 14 meses) pra finalmente ler ele, e olha por um motivo beeem específico: eu tava com medo de me decepcionar. Parece ridículo, mas é verdade. Quando um livro vem em uma edição maravilhosa e trata de assuntos que você ama muito de paixão (nesse caso a Itália e histórias de amor) eu quase sempre fico com um pé na cova -ou  melhor, atrás- maaas graças aos deuses literários e a Jenna, esse livro é duas coisas: um amor e meu mais novo romance romântico preferido <3

            “As pessoas vêm para a Itália pelo o amor e pelo gelato, alguém diz a ela, mas às vezes elas                            descobrem muito mais.”

Resolvi copiar e colar a sinopse dele aqui em baixo pra já deixar vocês familiarizados com a história da Lina, mas já já tem comentário meu vindo ai, podem ficar de boa!

Sinopse: Um verão na Itália se transforma em uma viagem pela Toscana nesta história cheia de romance, mistério e aventura. Lina está passando o verão na Toscana, mas ela não está no clima para a famosa paisagem de “sol e conto de fadas” da Itália. Ela está lá apenas porque sua mãe estava morrendo e queria que ela conhecesse seu pai. Mas que tipo de pai é esse que não esteve por perto por dezesseis anos? Tudo que Lina quer é voltar para casa. Mas então, Lina recebe um diário que sua mãe escreveu quando viveu na Itália. De repente, Lina descobre um mundo mágico de romances secretos, arte e padarias secretas. Um mundo que inspira Lina, juntamente com o tão charmoso Ren, a seguir os passos de sua mãe e descobrir um segredo que foi guardado por muito tempo. É um segredo que vai mudar tudo o que ela  sabia sobre sua mãe, seu pai e sobre si mesma.

Acho que a sinopse resume bem o livro.  Ele não é  de uma leitura extraordinária, difícil ou carregada (por mais que eu tenha lido a edição em inglês). Na verdade posso dizer que ele é tudo isso que eu falei mas exatamente ao contrário. É um livro calmo, tranquilo de se ler. Tem uma leitura e uma história bem levinha. O romance tá lá presente -e é um daqueles romances adolescentes de se encher o coração e terminar cada página com um sorrisão rs- mas não é o foco principal da narrativa, o que eu achei simplesmente genial!

“Você sabe, as pessoas vêm para a Itália por todos os tipos de motivos, mas quando eles ficam, é pela mesma razão.”“Qual?”“Amor e sorvete.” 

Se você tá procurando um livro que por mais que seja extenso (ó são duzentas e poucas páginas) seja rápido e super gostosinho de ler (daqueles que você lê 70 páginas de uma só vez), eu não tenho indicação melhor! É um romance e tanto!

Ok Kah, e falando de romance, se o foco não é esse, porque você considerou o seu romance preferido ever? Porque gente, o romance tá lá, nas pequenas coisas, nas sutilidades, e é lindo de se ler! Sério!

 

Não vejo a hora de começar minha próxima leitura! Alguém ai tem alguma indicação para me fazer? Aceito sugestões de livros em inglês e português (italiano e espanhol também viu). Recomendem aqui em baixo pleaaaase! Ahh e alguém já tinha ouvido falar desse livro? Tem dele em português agora viu? Pra comprar só clicar aqui <3

Até mais ver terráqueos!

xoxo

                                                                                                🌸🌵✨

Desculpa, mas é verdade: agora sou oficialmente uma das pessoas mais organizadas da face não, dá galáxia, inteira! Confesso, eu vivia uma boa parte das matérias de organização reclamando do quão desorganizada e atrapalhada eu era (e talvez essa segunda parte eu ainda seja hahahaha) maaas isso somente até o momento em que eu precisei, num lindo dia de inverno desses, me tornar uma pessoa com uma organização impecável! Eu sempre tentei, e sempre falhei nessa área, até que dois planners, muitos lembretes no celular e um dia pra lá de corrido depois, deram um jeitinho na minha bagunça. Eee inclusive, a pedido de vocês essa semana ainda tem matéria com algumas dicas que eu ando aplicando no meu dia a dia, e que tem funcionado pra lá de bem *–*

obs: isso não significa que eu deixei de ser o ser humano mais confuso do mundo, que esqueceu o notebook no consultório da mãe e por isso não pode postar nos últimos dias rs ..

Ahhh dieta.. tentando e falhando (hahaha quem nunca??). De segunda a sexta -palmas pra mim- ando bem de boa. Consigo seguir o livro e não comer nada de proibido, maaas de final de semana…… sorry guys! É mais forte do que eu. Acabo me acabando em um docinho, ou um hambúrguer vegano com as amigas. Mas fazer o que né? Pelo menos minha paça tá feliz!

Eeeee esse último tópico é pra quem acompanhou meus Stories nos últimos dias, e pra quem AMA Melissa tanto quanto eu! A convite da Sô (obrigada mon amour) fui conferir o lançamento da nova coleção Mapping nos clubes aqui de Ita e de Peruibe. E posso falar? Cara tá demais! Minha vontade era sair com um par de cada, mas beleza haha querer não é poder. Não sei quem ai do outro lado viu, mas rolou até live pelo insta do Clube Peruíbe. Foi muuito incrível! Amei conversar com vocês! Sério! E pra quem perdeu vai ter outra live minha pelo Clube de Itanhaém (@clubemelissaitanhaem) na quinta! Fiquem ligados que até quarta confirmo o horário com vocês pelas redes sociais hein????

Até mais ver terráqueos!

xoxo

                                                                                                🌸🌵✨

Acho que não é segredo pra ninguém que eu amo coisinhas fofas né? (Hello miga se liga no nome do blog) haha. Então não  tem como eu ser um ser humano que não ame emojis  vai<3   quem ai também é assim?? Por esse motivo ~óbvio~ resolvi aproveitar que ontem foi o dia internacional dos Emojis para fotografar algumas coisas que tem haver com o tema e contar um pouquinho pra vocês do que eu descobri sobre o dia dessas carinhas!                                                          

Vamos combinar que hoje em dia é difícil encontrar quem  não seja adepto desses chuchus. Afinal de contas eles facilitam e muuuito a nossa vida online (quem ai não concorda?). Nada como uma carinha brava pra falar que não tá tudo bem não, ou um coração vindo do crush pro match ser de vez haha! Mas de onde raios eles surgiram?

Emoji é uma palavra japonesa, formada por “e” (imagem) e “moji” (personagem),  criada pelo  Shigetaka Kuritalegal  lá na década de 90, enquanto ele trabalhava numa empresa de telefonia japonesa. Na época o povo todo usava aqueles tal de “pagers” (ahhh os plins de Grey’s Anatomy) e quando esses desenhos simpáticos apareceram foi uma febre! Imagina a cara dos teenagers da época quando descobriram que podiam mandar um coração pra namorada? Legal né?

O mais divertido nisso tudo é pensar que os desenhos simpáticozinhos que a gente usa hoje em dia pra se expressar foi criado por um cara que fala uma língua que é já toda “desenhada”. Ahh e pra quem logo de cara se lembra da Apple (e suas carinhas fofas) é importante ressaltar que eles só se responsabilizam pelos emojis fora da terra do sol nascente!

Então happy birthday   emoticons – msn na lata haha– e muito obrigada ao Shigetaka Kuritalegal por ter facilitado nossas vidas, e ter criado uma das ações mais divertidas nos celulares! A gente ama você 😍

Até mais ver terráqueos!

xoxo

                                                                                                🌸🌵✨

1 2 3 4 17